sexta-feira, 18 de abril de 2008

Curtinhas

Tenho uma tia que sofre de depressão desde muito jovem. Hoje ela é uma senhora de uns 65 anos.
Eu tinha uns 7 e lembro de um trecho de conversa dela com uma de suas irmãs, no qual essa última dizia que ela se controlasse, que deixasse certas coisas de lado. Não lembro sobre o que falavam, mas guardo a resposta que a minha tia deu até hoje: "Não, eu não sirvo para esse mundo."
Nem eu, tia.
-------------------------------------------------------------------------------------

Alguém falou aqui em madrasta boa. Depois eu conto uma historinha pra vocês.

-------------------------------------------------------------------------------------

Amanhã é o Dia do Índio. E daí? Foda-se o índio.

-------------------------------------------------------------------------------------

Muitas coisas aniquilam a dignidade de um ser humano. Uma delas é a TELEMAR.

-------------------------------------------------------------------------------------

Hoje eu queria um dia só pra mim. Sem filho, sem marido, sem ninguém. Não iria ao cinema, não daria um rolé pelo calçadão, não iria à casa de amigos nem a nenhum lugar que gosto. Queria um dia para chorá-lo todinho na minha cama. Faz tempo que eu não choro solto e isso me faz falta.

-------------------------------------------------------------------------------------

Não, não estou deprimida nem precisando que alguém me fale sobre as duas soluções possíveis: Deus e/ou terapia. Quero não. Teve intermediário, a coisa já degringola.

-------------------------------------------------------------------------------------

Eu tive duas cadelas: Hannah e Emily. Mãe e filha. A filha nasceu nas minhas mãos. Uma delas morreu, só não sei qual.

-------------------------------------------------------------------------------------

Fugi de casa aos onze anos. Mas fui de táxi e mandei a conta pro meu pai.

-------------------------------------------------------------------------------------

Meu avô tinha um cachorro perdigueiro chamado King. Ele costumava dormir na entrada do meu quarto. Quem disse que perdigueiro é cão de caça?

-------------------------------------------------------------------------------------

E meu time foi Campeão Pernambucano antecipadamente. De novo. Chato só cumprir tabela, né mesmo?

4 comentários:

Sweet! disse...

Humpf.
Não por isso. Mas seu time, sim, é muito chato. Ando uma péssima torcedora.
Kênia, uma boa para passar o dia na cama é pegar virose. Faz dois dias tô nela. Pensando se é dengue. Daí q o dia foi vendo o Caso Isabella. Com marido, contudo, q tb tá dengoso. Já é alguma coisa.

Repórter Bacurau disse...

oxe mulher.. deixa a tristeza pra lá e vamo pro churrasco com gente. O melhor da vida é as gaitadas que a gente dá com os amigos.

Eu também acho que nao sirvo pra esse mundo. Vivo com valores diferentes da maioria. Mas fazer o quê? O mais importante é viver bem consigo mesmo. Viver bem com os outros, na medida do possível.

jose luis disse...

bloguizinho animado
muito animado
dia circunspetrico
parabens para o campeonato
o meu flumiense tambem vai ser campeao aqui

Kenia Mello disse...

Sweet, nem uma virose com direito a cama e maridão junto compensa essa tortura psicológica. Já não agüento mais saber desse caso, toco.

Quanto ao meu time, o seu é chato mesmo, VICE? :P

Fábio, o dia hoje foi bem cheio, não dava pra ir de jeito nenhum. O que não nos impede de um repeteco no Barraco qualquer dia desses, né vero?
Espero que tenhas dado meu recado ao Bicho Ruim. :P

José Luís, esse blog já teve dias melhores e eu também, mas tudo isso é frase.

Teu time, é? Faço votos, detesto chororô. ;)