terça-feira, 9 de dezembro de 2008

O sistema está nervoso



Sim, sim, estou cansada de saber que sou centralizadora. Já fui pior, até aprendi a delegar funções, responsabilidades e que tais. Mas não tem jeito, uma hora ocorre que você precisa assumir o controle da birosca porque senão as coisas não acontecem. E eis que chega a pior parte, a que tira o sono, a que te encaminha para o mundo paralelo da elucubrações, dos suores frios, dos pesadelos noturnos e os de olhos abertos também: o arremate em que nada mais depende de você e, sim, dos outros. Os o-u-t-r-o-s! Ah, os outros...

9 comentários:

Anônimo disse...

essa época é uma loucura mesmo e depender de terceiros parece piorar nessas condições.Mas no fim tudo dá certo e o sistema volta a ficar calmo.rsrsrs

Bjos e boa sorte

Ivette Góis

silvania lessa disse...

Meu nome é ansiedade... :-)

Giovanni Gouveia disse...

Pede ajuda a Nicole Kidman, afinal ela fez "Os outros"... ;)

P.S> Só pra tu relaxar, mulé. E eu também sou assim...


dibbe

Beth/Lilás disse...

Argh, nem me fale!
E depender desses "Os Outros" é que piora mesmo.
Vai com calma!
bjs cariocas

Anônimo disse...

Pelo que vejo "os outros" estão mortos (metaforicamente) rssss
Enfim!
O que estiver ao meu alcance, pode apitar:P
bj
R.

DILERMArtins disse...

Mas bah! Moro em uma Chácara, tenho um pomar de goiabas e toda primavera ainda faço alguma outra cultura, esse ano foi melância...E ai, minha cara, "to na mão dos OUTROS"! É um tal de correr atrás de gente pra capinar, pra pulverizar, pra rezar por chuva! Eu te entendo...

Patricia Daltro disse...

Quando o meu Dani ficou internado (no inicio desse ano) devido a um rotavírus, os médicos mandaram que levassemos os brinquedos que ele mais gostava. Enchemos o quarto de carros e bonecos - e foi maravilhoso, ver o rostinho dele, antes super-abatido, brilhar quando se deparou com os brinquedos. O soro no braço esquerdo, e os carrinhos na outra mão. Era assim que ele dormia no hospital. E foi isso, um dos fatores que aceleraram sua cura. Palavras do próprio médico! Chega a ser triste saber que existam pessoas com uma mente tão pequena. Estou aqui, separando algumas peças do que faço para mandar para lá. E espero, de alguma forma, ajudar a trazer de volta o brilho no olhar de alguma criança. bjs

Patricia Daltro disse...

Acabei de ver que comentei no post errado! kkkkkkkkkkkkkkkk Era para entrar no "Brincadeira de Criança". ô lesada que sou!

Nei Ken iti Schimada disse...

A ideia de infancia surge no sec 18 e finca no sec XX.
Essa gente e' anterior a isso,