quarta-feira, 11 de março de 2009

A máquina de lavar e a liberação das mulheres














12 comentários:

Anônimo disse...

Quando eu penso que tô vendo uma sequencia lógica... a coisa desanda!
A máquina, com certeza, já era, né?
Afe! tô passada! :P
bj
R.

Anônimo disse...

pra mim a sequência tem toda lógica!rsrsrsrs

Bjos e []s

Ivette Góis

Beth/Lilás disse...

hehe
Essa aí não sabe o que é ficar de 'papo pro ar' a não ser usando outra coisa!
Considerando os dias atuais, tem lógica!
bjs cariocas

Lívia de Mello disse...

Poxa, que avanço! Mil e uma utilidades, rs...

Giovanni Gouveia disse...

Quando eu vi essa história ridícula da "liberação feminina com a máquina de lavar" só lembrei das tuas andanças em busca da bixiguenta da peça...

disms

Marcelão disse...

Cada um lava o que quer... hehehehe

LuMa disse...

Olha, tô achando que a lavadora aí tem muito mais sex appeal que esta lavadeira em cima...

silvania lessa disse...

Meu dia hj nem estava pra rir, mas depois dessa, não tem jeito. :-D

Reporter Bacurau disse...

ô lapa!

Paulinhaaa disse...

Devim mandar essa sequência aí lá pro povo do vaticano...
Affe!

Bjkssss

Kenia Mello disse...

Marcelão, seja bem-vindo! :)

Marco Y disse...

Eu sempre achei que a capacidade da máquinha de lavar, expressa em quilos, descrevia a quantidade de roupa que se podia lavar em cada ciclo.

Nunca imeginei que estivesse relacionada com capacidade de carga da sua própria dona. Neste caso, uns 150 Kg, né?