domingo, 7 de junho de 2009

Desconstruindo Kenia Mello



Mudei de salão. Decidi cortar o cabelo e não marquei horário, e como ontem era sábado, reconheço que amanheci disposta a encher meu dia de emoção. Quando cheguei, falei o que queria fazer e a pessoa que me atendeu perguntou se eu tinha preferência por algum profissional. Eu disse que não conhecia nenhum, mas preferia alguém que não insistisse em puxar umas mechas louras... A pessoa teve o feeling da cliente aqui e foi direto numa moça.

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Daí que ela veio e eu fui explicando o que e como queria:

-- Quero deixar o cabelo da cor que está. Preciso apenas de alguns retoques.
A moça foi buscar o catálogo de cores e eu já comecei a me preparar para a guerra. Mas aí ela disse que teria de ser a cor tal para não ficar num tom azulado. Beleza, ainda bem que eu não teria de defender com unhas e dentes o direito de não ser mais loura.

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Tinta no cabelo, cabelo lavado e vamos para o corte.

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Eu: Não tenha pena de cortar bem curto porque meu cabelo cresce logo.
Ela: Pode deixar.
Navalha pra cá, tesoura pra lá. Ela dá o corte por encerrado e me mostra o espelho.
Eu: Tira mais atrás porque eu gosto com a nuca de fora. E não deixa repicado, prefiro reto.
Ela: Mas repicado e desigual fica mais feminino.
Eu: Mas eu não gosto, prefiro reto e com a nuca de fora.
A moça concordou suspirando.
Daí eu percebo que em cima ainda tem muito cabelo e falo para ela tirar mais.
Ela: Mas você não acha que assim fica menos masculino? Aí você pode passar uma pomada e dar um efeito mais desconstruído.
Eu, que já estava quase perdendo a paciência, respondi:
-- Não se preocupe, eu me visto com roupas femininas, uso acessórios delicados, enfim, pode cortar do jeito que eu estou acostumada. E desconstruído é a puta que pariu!

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Depois de quase ter de provar para a moça que não sou lésbica, consegui fazer o que eu queria com meu próprio cabelo e ainda paguei por isso. Bacana, né?

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Não fosse pela tintura e manicure, minha próxima incursão seria numa barbearia.

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x

Eu devo mesmo ter cara de quem precisa mudar de idéia urgentemente. E no mundo o que não falta é alma caridosa.

20 comentários:

Conrado Falbo disse...

"cara de quem precisa mudar de idéia" é ótimo. acho que várias vezes por semana eu tenho essa cara... mas não mudo de idéia. hehehehehe

Adriana Almeida disse...

Querida Amiga Kenia!!!
Use tudo como vc gosta, inclusive os cabelos!
Vc é linda de todo jeito!!
Admiro sua personalidade!!
Beijos e fica com Deus!

Beth/Lilás disse...

Que batalha, heim!
Mas eu queria ver como ficou, não tem fotinho aqui prá gente, náo!
bjs cariocas

Anônimo disse...

suas idas ao salão são sempre tumultuadas,adoro!rsrsrs
E cá pra nós,ô povo entrão esse de salão,viu?

Bjos e []s

Ivette Góis

P.S.Desconstruído é de lascar mesmo.rsrsrs

Varjal disse...

Oxe, Kenia, você deu a maior sorte de sair do salão com um bom corte! na maioria das vezes as cabeleireiras cortam do jeito que elas gostam, e a gente que se acostume!
bjos pra vc :)

Kenia Mello disse...

Beth, estou exatamente no mesmo das fotos no Orkut. O que se somou foram o cansaço e as olheiras. :)
Beijos.

Priscila, com o meu tipo de corte, se as criaturas errassem, seria caso de polícia mesmo.
Beijos.

jose luis disse...

num sei nao...
num sei nao...

Kenia Mello disse...

Pô, José Luís, não vem, não, que eu sou espelho. :P

LuMa disse...

Fia, no dia que ela propuser a tingir de lilás - e se não bastasse, com uns reflexos - pode crer, pode marcar um psicanalista. Já pensou se ela propusesse o pior, aquele que a gente vê muito por aí? Me refiro ao loiro-amarelo, sabe? Ou loiro-abóbora,esquecendo-se das sobrancelhas pretas, sabe como... Agradeça a flexibilidade da moça(rs)!


O meu corte é masculino, bem curto, e cuidadosamente despenteado com gel. Curto, mas dá um trabalho despenteá-lo...(rs)

Anônimo disse...

Sapatão!!

Kenia Mello disse...

Anônimo, você me conte uma novidade.

João Eurico disse...

O lance é que ao sair do padrão usual do dia-a-dia, da receita a prova-de-débil-mental que as cabelereiras usam ... você passa o estresse do risco de dar muito certo ou totalmente errado para a Turba.

Aí complica. A antecipação, o medo, a vida vivida pela receita definida pelos outros e subitamente trocada pela iniciativa, originalidade, fazer diferente ... Isso é demais para certos coraçõezinhos fraquinhos.

Embora você saiba que vai dar certo, as cabelereiras não sabem. Essa angústia é demais.

Kenia Mello disse...

João Eurico, estás fazendo o curso de cabeleireiro do Senac? :P

João Eurico disse...

Não.
De psicólogo por internet.

Será que levo jeito ?

Kenia Mello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kenia Mello disse...

JE, você leva, sim, é só relaxar. Hehehe

Geny Bittencourt Morais disse...

Ah, deve ter ficado lindo o seu cabelo, amiga!!
Ponhe uma fotinha!!Fiquei curiosa,rs

BESITOS

Punksauro Nei disse...

Aqui no Japão é igual, só que em japones.

Eu acho que barbeiros e afins são nazistas reencarnados que querem fazer experiencias estéticas - não genéticas - com nossas cabeças.

- faça assim e pronto. Não faça assado porque vai estar pronto do mesmo jeito e eu não vou gostar. Quem tem que conviver comigo sou eu, saca?

Então, tenta dizer isso em japonês...

Elza disse...

Quero ver como ficou!!!
Beijosssssssssss

Cristiana disse...

Repica, Rene, Repica!!!