segunda-feira, 28 de junho de 2010

Bebê quebradeira: Vergonhoso, deprimente...







Esse vídeo é a nova febre da internet. Não sei quantos milhões de acessos. Deprimente. Um bebê sendo estimulado a essa baixaria. Todo mundo sabe o que penso a respeito desse tipo de dança, música e afins, não vou mais falar sobre isso, não tenho mais paciência para o óbvio aqui neste blog, aliás, não tenho mais paciência para um monte de coisas, mas isso é outra conversa. Caramba, será que esses pais ou responsáveis não veem que é completamente sem propósito uma criança simular uma dança cheia de conotação sexual? Não, vai ver que a maldade é da minha cabeça, claro, é tudo muito inocente, bonitinho, cute-cute. O que deve ter de pedófilo se masturbando com o vídeo dessa criança não está no gibi...

10 comentários:

Chica disse...

Concordo contigo.Não gosto disso nem um pouquinho...beijos,chica

Paola disse...

Kenia,
É chocante... o ritmo "Kuduro" importado da África nem merece comentários, já temos porcarias demais para impotar outras mais.
Me chamou a atenção a destreza do bebê em executar a movimentação, ele aprendeu uma coreografia e sabe reproduzí-la.
Acho que os padrões morais, sociais estão completamente destorcidos, a quantidade de bebida na parede?
Eu também esto de saco cheio dessa super exposção de crianças, tudo com um jeito "cute-cute"...

Dani (ela) disse...

aqui na Bahia, mamãe gente boa dá mamadeira, embala, conta historinhas ao som do "cuduro" ou outras coisas do gênero...

:(

morro.

(de vergonha)

Ivette disse...

realmente deprimente.É uma pena q o estímulo da família se dê para coisas tão pouco adequadas pra uma criança.Inversão total de valores,a vulgaridade sempre em primeiro lugar.Sem mais comentários.

Bjos e []s

Anônimo disse...

A irresponsabilidade começa em deixar ele solto na mesa naquela altura, ele podendo cair e bater com a cabeça no chão e ser algo muito grave.

Mas o bebê é sabido que é danado, uma coordenação motora e tanto e memória pra gravar o que eles chamam de "coreografia". E ainda deixam o bichinho solto naquela mesa podendo cair... grrrr

Kê... sem mais comentários... num dá não mulé, eu tenho horror a essas musgas e danças e não é consevadorismo ou moralismo é que são feias messsmo.

bjs de Naná que anda sumida mas tá vivinha e precisando narrar uns acontecimentos desssde nov/09

Sue disse...

É isso que a poderosa Globo e as coadjuvantes, divulgam através de programas como Faustão, BBB, programas de auditório e as novelas de péssima qualidade veiculadas por essas emissoras. Ensinam, desde cedo a usar a lei de Gerson (levar vantagem em tudo), a usar o corpo como ganha pão, a se prostituir, a valorizar o ter em detrimento ao ser e por aí vai.
Infelizmente, ainda temos gente que se passa pra isso e deixam os filhos se perderem na selva de seres perdidos.

Sue disse...

Corrigindo: ainda TEM gente... ;)

Anônimo disse...

Shit, man...

Nei

Ivette disse...

estava lendo por aí um comentário q dizia ser essa criança a reencarnação de Michael Jackson...Ô povo idiota,meu Deus...rsrsrsrs

Bjos e []s

jcjunior disse...

Eu acho que criança deve ser criança.
Há algum yempo passado, quando a febre era a "Boquinha da Garrafa", chegue pra passar o Carnaval (morava em Brasília) e estava na casa de uma amiga e fomos chamados pra ver quem? Era uma sobrinha dessa minha amiga que, incentivada pela mãe, dançava na Boquinha da garrafa. A criança tinha uns cinco anos!
Achei lastimável. Criança tem de ser criança e não cópia de adultos.