sexta-feira, 23 de maio de 2008

Curtinhas



* Hoje li no jornal uma nota de falecimento que começava assim: Fulano de Tal que em vida foi pai de Beltrano de Tal... e fiquei pensando na falta de sentido disso. Porque os meus mortos continuam sendo o que sempre foram para mim.

* Com a idade chegando nos costados, estou percebendo que mais importante do que aprender a perdoar os outros é poder fazer isso por mim mesma.

* E a família do outro contratou o legista freela de PC Farias. O problema agora é que o cara virou vereador e coisa e tal... O gosto pela coisa pública lança uma nuvem de desconfiança sobre os dedos do doutor, né mesmo? Vão-se os badans, mas ficam os palhares.

* Gente que se acha muito inteligente tende a achar o restante da humanidade burra. O bom disso tudo é que se pode tirar proveito dessa idiotice.

* Que me perdoem os amigos vascaínos, mas não teve Animal, vegetal ou mineral que desse jeito. Sabem como é, né? Caiu na Ilha...

* Aguardem que a galeria de fotos está quase pronta. Terça-feira, no máximo, estará disponível. Ah, se alguém tiver sugestões para o nome, por favor, deixe um comentário. Pensei em algo como "Amigos da Cobra", mas acho que alguns poderiam chiar...

* Estou lendo Hegemony or Survival - America's quest for global dominance (Hegemonia ou Sobrevivência - A busca da América pela dominação global), de Noam Chomsky. Sei que a política de Washington é escrotinha, mas ver Chomsky jogar pra bunda dos primos ricos não tem preço.

* Faz um tempinho que acabei a biografia de Tim Maia. Quero e vou comentar ainda, mas com calma. As Curtinhas não agüentam tanto som e fúria.

* "Tenho medo de dar errado", diz Sandy, da ex-dupla Sandy & Junior, sobre seu casamento com Lucas Lima. Quem mandou não ter praticando antes, fia? Me engana que eu gosto...

9 comentários:

nora borges disse...

Oi, Kenia. Vim e li tudo. Você tem um tom de humor que me encanta.
Beijos

Nei Ken iti disse...

Vão os badans é muito pérola!

Repórter Bacurau disse...

ô keniamello, comenta logo sobre o livro do Tião Marmiteiro... :)

Essas dos badans e dos palhares foi ótima.. hehhee

Kenia Mello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kenia Mello disse...

Nora, saudade de você.
Beijos.

Nei, tu gostas de uma gréia, né? ;)

Pô, Fábio, não tem como você ler o Tim chamando o povo assim e não ouvir a voz dele. Putz, tô me poupando pra escrever algo que caiba no tanto que foi bom ler esse livro, não sei se vou conseguir.

jose luis disse...

-que tal "ninho de cobra"
-a Sandy dar errado nao e' o fim do mundo
depois de dar outras tantas vezes acaba acertando
acontece com todo mundo

Kenia Mello disse...

José Luis, a prática leva à perfeição (ou quase), é verdade.
Gostei da sugestão! Valeu!

Beijo.

Luciana disse...

Oi, só uma correcão, o legista não é o Badan Palhares, esse realmente já deve ter ido, o nome dele é outro.

Kenia Mello disse...

Luciana, eu sei que não é Badan, esse foi o legista oficial do caso de PC Farias que, na época, foi contradito pelo dr. Sanguinetti, que é o atual dos Nardoni. Apenas não quis citar o nome do Sanguinetti e fiz o trocadilho aludindo ao caso anterior, entendeu? :)