sexta-feira, 11 de julho de 2008

Um tapa no ouvidor de novela



Esses dias, sem TV a cabo, assisti a algumas novelas da Globo. Gente, que porcariada é essa, hein? Faz muito tempo que eu não acompanho nenhuma, mas elas já foram ótimas. Duas inesquecíveis para mim: Roque Santeiro e Vale Tudo - the best, ever!
Sem falar na canastrice da maioria dos novos atores e atrizes: até os veteranos não rendem quando contracenam com eles, um horror.
E vocês gostam, assistem ou lembram de alguma em especial?

6 comentários:

Anônimo disse...

as novelas de uns 30 anos atrás eram muito boas: Irmãos Coragem, Selva de Pedra,O Casarão,O Astro, eram tantas...Mas hj em dia elas perdram o enredo ou tem vários de seguem de acordo com o ibope,tudo virou obra aberta,e os autores vão se rendendo às demandas do mercado.Não gosto mais nem assisto.Prefiro locar um bom filme.

Bjos e []s

Ivette Góis

Nei Ken iti disse...

Saramandaia, Pecado Capital, O Bem Amado, Dancing Days e Agua Viva.
Acho que Água Viva teve a melhor trilha sonora de todas, com Milton Nascimento e João Gilberto cantando Wave. Foi a única trilha sonora de novelas que comprei. Ainda tenho o vinil.
O Dias Gomes foi o cara. Ímpar.
Pra me dizer atualizado com a ruindade das últimas décadas, a última que vi foi A Senhora do Destino, daí em diante desisti da Globo Internacional.

Lilás disse...

Também não assisto novelas há tempos.
Acho que a Globo, principalmente, apela para baixarias e tenta agradar o povão impondo idéias e comportamentos.
Os atores são sempre os mesmos e parece uma panelinha bem fechada.
Mas, a querida Glória Perez está preparando uma que deve agradar a gostos mais exigentes, pois está fazendo pesquisas há alguns meses na Índia e sua nova novela será baseada nos costumes desse país tão misterioso e encantador.
Esperemos!
beijos cariocas

Kenia Mello disse...

Ah, as novelas de Janete Clair eram ótimas: Mulheres de Areia, Irmãos Coragem, Fogo sobre Terra, Sétimo Sentido, Coração Alado...

Nei, realmente Água Viva tinha uma trilha fantástica e Dancin´Days marcou uma época, aquelas meias eram o máximo, e os suspensórios, então... Tudo absolutamente ridículo (hoje), mas o máximo na época.

Lilás, gostei muito de Barriga de Aluguel, de Glória. Mas teve também Carmen (na extinta Manchete, salvo engano) que foi uma novela bem ousada pra época. Ah, teve um monte de coisas boas na nossa teledramaturgia.

E agora a confusão em torno da reprise da novela Pantanal, que também foi um marco na maneira de se fazer novela, priorizando os grandes cenários naturais em tomadas longas, que se contrapunham em densidade ao ritmo costumeiramente ágil das novelas de então.

Bárbara M.P. disse...

Gosto muito da obra de Ivani Ribeiro, em especial "A viagem". Irmãos Coragem (de Janete Clair)também ficou na memória por sua bela locação e interpretações excelentes. Nestes dois casos assiti somente o remake.
A inteligentíssima e divertida
"Roque Santeiro", de Dias Gomes e a formidável "Que rei Sou eu?" - de Cassiano Gabus Mendes - uma pérola que satirizava a situação política do Brasil tendo como cenário a Europa no período da Revolução Francesa - esta, aliás, poderia ser perfeitamente reprisada agora e ainda sim estaria mais atualizada do que nunca.

Bárbara M.P. disse...

Deixei de fora outra bela história adaptada da literatura para a televisão com produção do SBT: "As pupilas do Senhor. Reitor" - de Júlio Dinis. Também uma bela novela.