sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Abertura Olímpica






Eu não sei vocês, mas eu achei a abertura dos jogos olímpicos uma breguice só.


Update:
Como postei sem muito tempo, deixei de comentar sobre a sensação que tive ao ver a apresentação dos tambores: todos muito sérios, compenetrados, deram-me a impressão de que se errassem alguma coisa, o pau ia cantar depois, no apagar das luzes. Tive a nítida sensação de um adestramento.

15 comentários:

Anônimo disse...

Não sei se breguice, mas um saquinho...
Há quem veja?!
rsss
R.

Jôka P. disse...

Não achei braga. Na verdade dificilmente acho alguma coisa brega, posso achar diferente do meu gosto, mas não sei o que é ou não brega. Embora eu não goste especialmente da estética oriental achei de muito bom gosto. Só que não me emocionou, foi muito técnico e poderia ser mais alegre e menos austero.

Kenia Mello disse...

Regina e Jôka, o lance é que eu odeio qualquer coisa que leva neon, explosão de luzes, essas coisas. Teve uma passagem que lembrou o cogumelo da bomba de Hiroshima, só que com luzes vermelhas, enfim, não gostei.
Mas aí, Jôka, concordo contigo: muito ensaio, muita precisão, mas pouca emoção.

Beijos gerais.

Erando disse...

Não achei brega, porém foi muito longa e talvez por não ter tanta agitação dei altas pescadas (cochiladas). Os tambores, as peças da imprensa e o fechamento com o China andando no ar para acender a tocha olímpica foram os ptos altos, mas a impressão de q se alguém errasse iria pro tronco tb tive, ôpa! tronco não, raça errada, muro de fusilamento! Sem falar na aparição relâmpago do nosso kerido Lula...hehehehehehe

Xêro!

DJ disse...

Achei a cerimónia dos JO um evento fora-de-série! Espectacular! Os chineses não brincam em serviço e se se envolvem em algo é para que saia perfeito. Daí se poder justificar esse ar compenetrado de alguns dos intervenientes. Ao contrário de sul americanos, africanos e até caribenhos, os asiáticos não têm, já por natureza, uma postura "demasiado" descontraída como a dos que referi anteriormente. Os chineses são um povo que até sorri, mas a sua postura normal, mesmo que por vezes se estejam a divertir, dá quase a entender que estão ali obrigados e compenetrados. Mas se os chineses são assim, nem queiram ver os russos e os eslavos. Aquela gente simplesmente não sorri, nem descontrai. Aliás, para eles, não descontrair é uma forma de descontracção e relaxamento. Culturas diferentes... gente diferente...
Ainda assim, a cerimónia foi memorável! Parabéns à China! Na minha modesta opinião mereciam uma medalha de ouro só pela cerimónia.

Beijos

Lilás disse...

Oi, genteee!
Eu to com o DJ - achei simplesmente o maximo!
Algum evento no mundo tinha que ter esta pompa toda e nada melhor do que este com tanta gente de diversas partes do mundo a comungarem do mesmo ideal de paz e esportes.

Foi 1 hora de show incrivel, mostrando uma China que temos que tirar o chapeu, porque afinal sao 5 mil anos de historia.

Realmente sao severos no ato de se mostrarem, mas o japones e bem pior.

Achei lindo, mas la no fundo da minha alma aparecia uma palavra - Medo - medo do que esta nacao possa vir a ser com tanta organizacao e ufanismo.

(desculpem, mas estou fora e nao sei postar direito com o laptop em ingles)


Agora, brega mesmo foi o Lula todo suado e desgrenhado dando tchauzinho pros atletas! Os outros lideres impecaveis de terno e gravata.

nora borges disse...

Kenya, eu achei lindo, espetacular. As apresentaçoes das diversas etnias chinas, com suas roupas tradicionais, a ópera chinesa e a música... adorei tudo!
Bueno, exceto quando os soldados tomaram a bandeira chinesa das crianças e marcharam sobre o cenário, fato que repetiram, no final, também com a bandeira olímpica. Simbolismo explícito.
Eu gostei, me emocionei em algumas passagens de luz e música...

Pois sim...

Kenia disse...

Pra não dizer que não falei das flores, achei aquela chinesinha de vermelho, que cantou sozinha e sorrindo (inclusive pelos olhos), a coisinha mais fofa do mundo.
(Uma derrota de feio: o povo voando ao redor dos aros olímpicos... Mais previsível, impossível! :P)

Bruna disse...

eu adoooorei, mas eu sei que sou brega mesmo, então ok. eu adoro olimpíadas...

Nei Ken iti disse...

Voltei, eu e os Corsarios - sem acento.

batatatransgenica disse...

tecnicamente impressionante, eu achei que encheu os olhos - apenas não atingiu o coração [salvo no desfile da delegação da china, com o yao ming cuidando do garotinho], e por isso não entrou na minha lista de aberturas favoritas. :)

Repórter Bacurau disse...

Como especialista em breguices em geral que sou, discordo da Madame.

Achei sensacional, embora muito longa. Por isso, prefiro assistir os "melhores momentos" no outro dia.

Eles fugiram dos clichês ocidentais referentes a China, como os dragões e gente usando aqueles chapéus em forma de cone que eu não lembro o nome.

Talvez seja má vontade sua com a ditadura chinesa.

Kenia Mello disse...

Repórter, o lance é que dizem que a ditadura chinesa é muito pequena... Hehehe

Sweet! disse...

Tb ñ achei braga, mas até chique em alguns momentos. Mais especificamente naquela parte dos dançarinos que desenhavam no chão e na hora da atocha. Atocha!

Kenia Mello disse...

Sweet, eu não vi essa parte, mas a hora do atocha é sempre muito emocionante. :P