sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Evolução da espécie



Mãe é tudo igual mesmo, só muda de endereço. Concluído e acabado, crystal clear. Filho alimentado é sinal de mãe feliz.

Por que as mães atingem um pedacinho do paraíso a elas destinado quando suas crias estão de barriga cheia? Sentimento atávico, está certo, presente no manual de sobrevivência da espécie, determina que a mãe garanta a manutenção da prole através da observância da sua nutrição. A endorfina rola, meus caros e caras, e essa é a nossa compensação.

Dia desses Mariana estava num dos seus ataques de fofura explícita - também tem os de brabeza e desaforo, bem filha da mãe que ela é -, quando uma coisa vinda lá do meu íntimo (só não me perguntem exatamente de que parte dele) me encheu de vontade de entupi-la de calorias baratas, aquelas que são altamente regimentadas e protocoladas aqui em casa: chocolate, balinha mastigável, pipoca, pirulito.

Aí fiquei matutando: por que eu, ao invés disso, não pensei em enchê-la de salada e franguinho, sopa de músculo com legumes, peixe, um belo copo de leite, uma vitamina de banana com farinha láctea? Deve ser porque a raça humana está fadada a corromper os instintos ancestrais e, num movimento auto-destrutivo, largar a preservação da espécie no reino das Cucuias. Hoje em dia, nem mais na mãe se pode confiar...

15 comentários:

Anônimo disse...

mãe é tudo igual,concordo,e filho bem nutrido faz a nossa alegria.
E tb não me lembro de ter feito nenhum agrado a filho ou neto dando comida saudável.rsrsrsrs

Bjos e []s

Ivette Góis

Elaine Bittencourt disse...

soh passando p/ lhe desejar um otimo final de semana! =)

Meus filhos iriam gostar de um agradinho desses, de alta caloria barata, de vez em quando. Aqui o maximo que chegam perto eh um sorvetinho de quando em vez. =)

BJS!

Pernambucobebendoparaomundo disse...

Tem brebôtis e brebôtis, lá em casa alguns são permitidos, outros passam ao largo (a exemplo de salgadinhos de isopor).
Mas eu concordo, mãe é uma só, só muda de endereço

fetobdvn

Kenia Mello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kenia Mello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kenia Mello disse...

Ivette, mãe, nesse sentido e quando presta, é tudo igual mesmo.
Beijos.

Elaine, aqui também a coisa é bastante regulada e esses meus arroubos de calorias baratas costumam durar pouco.
Beijos e um ótimo fim de semana pra vocês também.

Gio, é vero: há brebôtis e brebôtis. Refrigerante é um dos que não rolam nem por decreto, criatura pequena nunca sentiu o gosto e ainda dá pito em quem toma. Hehehe
Mas um chocolate e um sorvetinho não fazem mal a ninguém e o segredo é a moderação.
Também os salgadinhos de pacote são vetados.

*brebôti gíria pernambucana (que Gio desenterrou não sei de onde) que quer dizer porcaria, coisa de pouco valor. :P

Elaine Bittencourt disse...

ah, jah ia mesmo perguntar o que breboti significava. =)

passa uma balinha aih que eu sei que vc tem escondida no armario. ;)

BJS!

Kenia Mello disse...

Elaine, o pior que tenho mesmo. E na estante mais alta do meu quarto prumodi evitar acesso de criatura pequena. Hehehe
E você pensa que sou eu que compro? Nada. Tudo das sacolinhas dos muitos aniversários de criança que vamos. ;)

Beijos.

Elaine Bittencourt disse...

heehehe eu sabia! LOL
Eu nao sou de doce sabe. Prefiro fruta, comida salgada mesmo. Nem ligo muito p/ chocolate, e sorvete entao tem passagem gratis comigo.
Mas de vez em quando, assim uma vez a cada 4 - 6 semanas, me dah um treco, eu fico me roendo por uma balinha! Uma das razoes pela qual nao compro e nao guardo nada disso em casa, senao num dia soh eu sou capaz de acabar com tudo que achar pela frente! LOL Agora, sorvete a gente sempre tem (marido eh doido por sorvete), mas eu nao ligo p/ sorvete mesmo, entao eh "safe".

Sacolinha de aniversario... ninguem merece viu!

A musica do Shrek. Vc nao lembrava da theme song dos The Monkees, e eu nem sabia que essa I'm a Believer era deles tambem, mas vi no youtube! hehehe

Lilás disse...

Mãe é tudo igual mesmo!

Pois eu criei o meu sem balinhas e docinhos, nem na mamadeira botava açúcar, não cmprava doces na rua nem enchia despensa com besteiras.

Entretanto, hoje em dia, quando ele vem de féria, deixo uma gaveta que chamos "gaveta das gostosuras" cheia de chocolates em barra, biscoitos bem gostosos e diferentes, balinhas, etc..
Sabe oq que ele comeu e adorou? Bananadinhas. Era só isso as férias inteiras.
Nem pergunte prá onde foi aquilo tudo depois que ele se foi!

BEIJÃO

Kenia Mello disse...

Elaine, particularmente gosto de tudo, mas me controlo fácil, especialmente quando estou fazendo atividade física, como no momento.
Atualmente, quando me dá vontade de comer um doce, troco por uma fruta, não é a mesma coisa, mas engana. Hehehe

Beth, aqui em casa os sucos dela nunca foram adoçados e mamadeira nunca rolou.
Só depois de 1 ano e 7 meses que ela foi liberada para consumir leite, de modo que o paladar foi moldado na ausência de um monte de coisas que as crianças geralmente gostam.
Hoje em dia, ela é mais chegada em comida salgada e não dá muita bola pra porcaria, não. Mas gosta de chocolate e sorvete, o que eu não acho de todo mal. De vez em quando, uma balinha mastigávl de frutas, mas muito de vez em quando mesmo.
Ah, o destino das bananadinhas eu sei que foi o lixo... Hehehehe
Beijos.

lola aronovich disse...

Ah, essa é fácil, Kenia! Por que a gente quer dar docinhos e balinhas pras crianças ao invés de legumes? Porque docinhos são muito mais gostosos, e só queremos o melhor pros nossos filhos, ué.
Eu tenho uma amiga que, quando vamos a uma pizzaria, começa a salivar: "Hmm... Pizza de brócolis! Hmmm!". Todo mundo a acha meio louca.

Kenia Mello disse...

Lola, pois eu sou do time da sua amiga: adoro brócolis! Aliás, não tem legume ou verdura que eu não goste e coma com prazer.
E sobre a Maricota, como eu disse antes, por ela ter tido alergia à caseína até quase os 2 anos de idade, seu paladar foi sendo moldado deixando de lado a maioria dos doces (e salgados!) porque o leite e derivados são ingredientes onipresentes.
Se você chegar e perguntar se ela prefere um brigadeiro ou uma fatia de pão integral, aposto um dos meus lindos incisivos centrais superiores que ela escolherá o pão. Hehehe
Beijo.

Patricia Daltro disse...

A gente faz tudo direitinho - salada, legumes, verduras - e de repente, bate um negócio e a dá-lhe bolo de chocolate, sorvete, bala rs
Seu post foi muito bom.
rs

Kenia Mello disse...

Patrícia, seja bem-vinda.
Há que se resistir a esses momentos de sanha, fia! :)
Beijo.