quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Assistência técnica



Bem que eu tento ser uma criatura zen, bem que eu tento...

Vocês lembram que a minha dileta e prestimosa máquina de lavar roupas estava na assistência técnica havia um tempão e até então nem notícias? Pois bem, hoje se encerra o último prazo que me deram para que a tal peça, que estava em falta em São Paulo, chegasse e o conserto pudesse ser feito.

Só para esclarecer, quarta-feira segunda-feira da próxima semana fará DOIS MESES que a minha bonitona disse adeus. DOIS MESES! Como se não bastasse a dor imensa da saudade, eu ainda tenho de ficar ligando para saber como estão as coisas, se o meu amorzinho está sendo bem alimentado, agasalhado e limpo.

Aí quando eu falo que esta cidade na qual moro é uma bosta, fede pra cacete, está cheia de gente mal-educada e tem, de modo geral, péssimos prestadores de serviço, os bairristas de plantão ficam putos, fazem beicinho, me mandam ir morar em outro lugar - sim, mandam pra puta que me pariu também - et cetera e mais alguns outros desaforos. Enfim, eu não me acostumo com merda, não, meus amigos e amigas.

Hoje, num estado de total emputecimento, mandei a seguinte cartinha para a empresa-mãe. E quem possuir eletrodomésticos dessa marca, olho vivo com a Assistência Técnica aqui do Recife.

Gostaria de informar à Electrolux o péssimo serviço e descaso com que estamos sendo tratados por parte da Assistência Autorizada da empresa aqui em Recife (FG Moreira - Av. Mascarenhas de Morais, 1190).

Minha lavadora de roupas, no modelo abaixo citado, foi retirada da minha residência, (mediante pagamento de uma taxa de R$ 25,00), no dia 24/09/08, e até agora, quase dois meses depois, não tenho a menor idéia de quando a mesma me será devolvida.

Em nenhum momento a Autorizada entrou em contato com a minha pessoa. Tive de fazer as ligações e receber a notícia de que a peça necessária ao conserto estava em falta, em São Paulo. Hoje se esgota o último prazo que me foi dado para a tal peça chegar.

Acredito que eu não sou a única consumidora Electrolux que possui uma lavadora desse modelo na cidade do Recife, e que também não sou a única cuja máquina tenha tido esse problema. Portanto, a Autorizada já deveria ter ciência da não disponibilidade da peça para esse conserto. De modo que, quando surgisse tal problema de conserto, seria OBRIGAÇÃO avisar ao consumidor que haveria demora no reparo da mesma.

Sequer uma ligação foi feita, aviso algum, satisfação nenhuma foi dada. Eu, mais uma vez repito, tive de ficar, no decorrer desses quase DOIS MESES, sem máquina de lavar e ainda com a ingrata missão de ligar e receber a mesma notícia: não tem peça em São Paulo.

Que empresa é essa que não tem controle sobre o procedimento de suas Assistências Autorizadas? Que Assistência é essa que não valoriza nem assiste aos seus clientes?

Solicito uma resolução imediata da situação ou irei à Justiça porque lá, talvez, ainda haja algum respeito pelo consumidor.

Grata,

Kenia Mello



É horrível a sensação de viver num lugar (cidade, país) onde quase nada funciona, onde o direito é não ter direitos.

16 comentários:

Giovanni Gouveia disse...

Você não tem(teria) direito a uma máquina nova, dado o delay do conserto?
Fala com Cris(quindim)...

P.S. gostei do nome de verificação, vou colocar em alguma coisa...
appingst

Anônimo disse...

isso é um verdadeiro descaso, um absurdo.Vc está tendo paciência demais...Vou te contar!

Bjos e []s

Ivette Góis

Anônimo disse...

Falar em máquina nova, lembrei de algo que me marcou: fomos ao Rio assistir a F1 e levamos emprestado um binóculo de um primo meu e uma das lentes caiu lá de cima da arquibancada.
Tal equipamento era o q havia de melhor em termos de tecnologia no Brasil naquela época pré- globalização.
Resumo da ópera: meu primo enviou pra fábrica no Japão, pra eles consertarem e o fato é que o mesmo recebeu outra novinha em folha, atualésima. (a anterior já era obsoleta lá rssss)
Parece muito com um país q eu conheço.
Bj
R.

Anônimo disse...

Foi mal, ele recebeu outrO, no masculino.
Era um binóculo rssss
bj
R.

Anônimo disse...

Mais falando a verdade e também desabafando é uma "merda" mesmo ter que depender desses representantes.
Se você souber o nome da peça, modelo e tal, me mande por email que vou procurar aqui e
te mando por sedex, garanto que vai chegar rapidinho.
beijo

Fatima disse...

Coloquei como anônimo de novo......eita que estou envelhecendo e emburrecendo....rs
Fatima

Kenia Mello disse...

Fátima, muito obrigada, meu amor!
A peça em questão é apenas e simplesmente o tambor da máquina, de modess que não rola Sedex, né, fia? Hehehe
Tô achando mais fácil ir em Salvador e encomendar um. Hehehe
Só rindo, amiga.
Beijos.

Esperança da Luz disse...

Eu já teria processado.
Mete a Justiça neles.

Kenia Mello disse...

Esperança, acho que na hora de meter, você trocou a ordem, mas tudo bem, tudo é válido nessa hora, né? Hehehehe

Anônimo disse...

Tambor não dá mesmo por sedex né fia???,... mas por transportadora...kkkkkkkk
É melhor você ir nas Casas Bahia e comprar uma Brastemp......rs

Kenia Mello disse...

Ah, fia, na minha outra casa tudo era Brastemp, mas Paul tem ódio da marca, trauma de infância, sei lá, diz que não gosta.com. Humpf!

Gláucio Almeida disse...

O direito do consumidor existe mas nem sempre funciona, como quase tudo nesse país...
Enquanto espera, faz como eu... lava roupa no muque pra fortalecer... hehehe
Bjos

Kenia Mello disse...

Gláucio, você sabia que eu agora estou de tanquinho, filho? Ah, isso é pra quem pode e se entope de claras de ovo. Hehehehe

Gláucio Almeida disse...

Não tem máquina mas tem tanquinho... Tá vendo! Ótima alternativa! hehehehe

Repórter Bacurau disse...

Por outro lado, a assistencia técnica da Brastemp é uma Brastemp. Eles atendem em casa e muito bem. Cobram um pouco mais caro, mas funciona.

Até lá vai lavando as cuecas de Paul na mão mesmo... hehehe

Kenia Mello disse...

Fábio, tem cueca aqui de molho há semanas. Hehehe