quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Estoy aquí



Pessoas queridas, estou bem, não se preocupem. :)
Estes textos são, na verdade, monólogos, conversas que preciso ter comigo mesma para entender em que estou me transformando.
Crescer é bom, mas dói e não há garantias. Esta constatação, à primeira vista, nocauteia, mas aceitá-la faz com que a pisada seja mais leve, por mais que os caminhos se apresentem tortos.

Beijos,
K.

6 comentários:

Anônimo disse...

ô...crescer doi pra burro.rsrsrs
Mas faz parte e é percurso obrigatório. Ou não, rsrsrsrs

Bjos e []s

Ivette Góis

Ana R. disse...

"O nosso verdadeiro lugar de nascimento é aquele em que lançamos pela primeira vez um olhar de inteligência sobre nós próprios." (Marguerite Yourcenar)
Foi inevitável lembrar dessa frase quando li seu post....

Anônimo disse...

Todos admiram a imponência da águia, mas poucos estão atentos aos percalços que a fizeram lá chegar.
bj
R.

Beth/Lilás disse...

Bom Dia, Kenia!
Muitos beijos cariocas prá você aí no lindo Pernambuco.
Sabe de uma coisa? Adoro o sotaque daí, abertinho e sonoro e fico imaginando como é que você fala!
beijins cariocas

Kenia Mello disse...

Beth, meu sotaque não é mais tão da gema, fia, devido aos onze anos que passei fora de PE. Já Mariana canta que é uma beleza. Hehehe
Beijos.

Marco Y disse...

Estou gostando de acompanhar a sua transformação porque vc está tendo ótimas reflexôes e escrevendo belos textos.