quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Igual a ontem, hoje e amanhã



Pra você que acha que chorar resolve e chora, mas às escondidas, envergonhadamente
Pra você que acha que as coisas passam e é preciso manter a fé
Pra você que acha que nada como o tempo para curar tudo
Pra você que acha que a melhor saída deve ser sempre a mais próxima
Pra você que acha que o medo pode ser disfarçado em sensatez
Pra você que acha que existem garantias, verdades e tudo isso é inabalável
Pra você que acha que pode voltar intacto depois de ter despencado precipício abaixo
Pra você que acha que a vida é simples e o outro é sempre o complicador
Pra você que acha que o tempo não passa e tudo pode ser refeito
Pra você que acha que o barco está bem quando está sob controle
Pra você que acha que compaixão é fraqueza e a franqueza, uma ameaça
Pra você que acha que o inesperado é algo a ser evitado a todo custo
Pra você que acha que pode alterar sentimentos a partir de mudanças superficiais
Pra você que acha que as pessoas podem ser rotuladas e catalogadas de acordo com conveniências
Pra você que acha que tudo é igual ou parecido com o que já viveu
Pra você que acha que uma tábua de salvação é garantia de terra à vista
Pra você que acha que pode mover o mundo, mas permanece parado à espera de milagres
Pra você que acha que tem aquela carta na manga e sempre haverá oportunidade de jogá-la
Pra você que acha que a conta nunca vai chegar:

Espero que você nunca acorde no meio da noite e, com os olhos bem abertos pelo espanto, perceba que está completamente enganado. Este é o nosso segredo, guarde-o bem e siga como antes, como se nada tivesse acontecido, e sem olhar para trás.

8 comentários:

Lúcia Soares disse...

São Paulo disse: "Quando sou fraco, então é que sou forte"!
Na tristeza (ou melancolia, ou angústia, ou que nome tiver)a gente se sente fraca. Mas quando sai dessa, tudo fica melhor. Sabe o filme "Nunca te vi, sempre te amei" (cujo nunca assisti, mas sei a história e gosto do título), nunca te vi mas sempre te leio. E embora você esteja desabafando com metáforas, há um quê de tristeza em você. Pensamentos positivos irradiam boa energia. Envio os meus pra você.

Fatima disse...

Oi Kenia , bom dia!!!!
Adorei o texto, mas estou te achando um tanto chateada com alguma coisa!
Força na peruca amiga!!! "vamos em frente que atrás vem gente"
Beijos

Beth/Lilás disse...

É, tá difícil da nossa poetisa esconder alguma coisa!!!
Força, menina!
Muitos beijos positivos.

Kenia Mello disse...

Lúcia, seja bem-vinda, querida.
Beijos.

Fátima e Beth, estou bem, viram? Em todo caso, a camisa-de-força já está a postos. Hehehe
Beijos.

Anônimo disse...

Kenia,engraçado q não consigo ver vc chateada,vai ver q é pq acompanho seus textos de longas datas,já conheço (virtualmente)vc um pouquinho né?O q eu consigo ver é uma pessoa "em gestação"...rsrsrs
Estou certa?

Bjos e []s

Ivette Góis

Anônimo disse...

Vejo vc como a Ivete, justamente porque a conheço e sei da sua alegria interior.
E arrisco a dizer: o poeta é bem mais sensível às cruezas da vida, ainda que a sua zona de conforto não tenha sido abalada... viriam daí tais reflexões?!
Enfim, sei disso porque também escrevo e sei o quanto crescemos com nossas próprias criações.
Sinceramente, continuo acreditando que seus textos são variáveis incríveis e isso não se vê todo dia.
Valeu pelas reflexões presenteadas em forma de "blog despretensioso".
bj
R.

silvania lessa disse...

Parece que você escreveu isso pra mim. Meda! :-)

Sweet! disse...

Como diria a Alcione, mizifia, "nada como um dia atrás do outro". Eita, é o tipo de frase q a gente odeia ouvir em certas fases da vida... Mas é a mais pura verdade, pode crer.

Com uma noite do meio...