sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Publicidade com responsabilidade



Para encerrar o assunto que foi iniciado com o vídeo Criança, a alma do negócio e a discussão sobre a publicidade direcionada ao público infantil, gostaria de enfatizar que não houve nenhuma tentativa de demonizar a área, mas, sim, de alertar para o poder, muitas vezes abusivo, que ela tem. E que é nosso dever de pais e responsáveis orientar nossas crianças para que elas cresçam com senso crítico e possam fazer suas escolhas baseadas em necessidades reais e não impostas. Esse é um exercício diário de lucidez e paciência que requer de nós atenção extra, além de disponibilidade, claro.

O que não quer dizer que toda publicidade seja ruim, abusiva. Lembro de uma campanha da Dove, bem recente até, em que ela apresentava várias mulheres de diferentes idades e formas físícas: tinha negras, morenas, loiras e ruivas (não recordo se havia orientais). E eram mulheres absolutamente normais: gordinhas, magrelas, gostosonas e magras do tipo modelo. E todas aparentando estar de bem com a vida e com seus corpos.

Lógico que qualquer um pode pensar que essa também foi uma forma de atingir mais segmentos e vender mais. Claro, mas não só isso. Sabonete, que eu saiba, é um produto que todo mundo usa. Está certo que a marca é uma das mais caras do mercado e que tem um público específico de consumidores, mas eu acredito que uma mulher que tenha baixa auto-estima por causa de seu aspecto físico e que pertença a esse público alvo não deixaria de usá-lo porque não gosta do que vê no espelho, concordam? O legal foi que a propaganda mostrou mulheres normais, comuns e não apenas modelos magérrimas ou celebridades. O diferencial, para mim, foi esse. Ou seja, além de vender o peixe, claro, reforçou a idéia de que você pode (e deve!) se sentir bem e bonita dentro dos seus padrões.

Com relação à propaganda abusiva, seja ela direcionada ao público infantil ou adulto, gostaria de deixar aqui uma dica que me foi dada por uma amiga publicitária e advogada sobre como denunciar propagandas que julgamos inadequadas.

Um belo dia, eu estava vendo TV - acho que Mariana tinha uns dois anos - e dei de cara com o comercial do chiclete Buballoo salada de frutas. No filme, umas três crianças entravam numa lanchonete e pediam salada de frutas. Nisso, aparecia um gato, personagem que representava a marca, e dizia, com ar esperto e descolado, que o bom mesmo era o chiclete de salada de frutas! Um desserviço completo! Nem preciso tecer mais comentários, não acham?

Comentei o ocorrido e a minha indignação numa lista de discussão da qual eu fazia parte (e ainda faço) e Paê colocou a pá de cal no assunto: disse que Sam, seu filho, que antes adorava salada de frutas, agora só queria saber do bendito chiclete.

Foi aí que nossa amiga acima citada, Renata Holder, deu a dica da denúncia. Fomos lá e registramos nossa queixa. E não é que, pouco tempo depois, a parte do comercial em que o gato falava na troca da salada pelo chiclete foi cortada??

Por isso repasso para vocês o caminho das pedras para denunciar comportamentos abusivos na publicidade.

A denúncia deve ser feita ao CONAR - Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária, no formulário que tem lá no site da entidade, logo na primeira página (no finalzinho, "Reclamações Sobre Propaganda"): www.conar.org.br

Lembrando que o CONAR é um órgão não-governamental, e o máximo que ele pode fazer é recomendar a alteração ou sustação do anúncio, além de "puxar a orelha" da agência e do anunciante. Essa recomendação geralmente é cumprida.

Mas a denúncia ao CONAR não exclui uma outra ao Ministério Público, que pode aplicar sanções mais pesadas, como multa, dependendo do teor do anúncio.

É isso aí, gente.

12 comentários:

Flávia e Kbça disse...

oi. é verdade!! existem por aí várias propagandas, ou anúncios que desrespeitam os valores.

abraço e parabéns pela iniciativa!

Anônimo disse...

Pois é...
Reproduzindo seu finalmente rsss
É isso aí, gente!
bj
R.

Paola disse...

Vou linkar esse também!
Apoio também!
Bjs

PAola

Sweet! disse...

Gostei, Leite de Cobra tb é utilidade pública!

Nei Ken iti Schimada disse...

E' isso ae, Kenia. Qualidade de vida sob todos aspectos!

DILERMArtins disse...

Muito bom, seu post.
Quando meus filhos eram crianças, costumava fazer com eles a seguintte aposta: Eles viam um comercial e pediam "pai me compra (qualquer coisa) uma bicileta, vamos dizer, prontamente eu respondia "compro desde que você passe dez dias sem falar "pai me compra". Nunca perdi essa aposta, e com o tempo eles entenderam que nem tudo que está na tv pode ou deve ser levado a sério.

Anônimo disse...

Kenia,parabéns pela iniciativa e é com muito alívio q vejo vc afirmar q uma ação dessas junto ao CONAR foi eficaz.Há uma luz no fim do túnel,afinal.

Bjos e []s a todos

Ivette Góis

silvania lessa disse...

É isso aí, Kenia, tem q botar pra quebrar mesmo! Pq tudo tem limite e a área publicitária prcisa saber q eles tb tem. ;-)

Bety disse...

Valeu a dica do Conar Kenia, aproveitando, foi muito boa toda essa discussão sobre o assunto. Vivemos tentando acertar com nossos filhos e precisamos compartilhar dúvidas, alertas, medos e também acertos!
Sabia que já estou viciada no Leite de Cobra? Pois é! Não perco um post! Beijo nos 3!

LuMa disse...

Olá Kenia, sempre ativa nos seus posts. Fico satisfeita ao saber que o Conar dê resultados esperados. Talvez se deva ao fato de os publicitários pertencerem - mediamente - a uma daquelas categorias profissionais brasileiras de alto nível. Anos atrás, fez-se uma pesquisa por aquí, entre crianças com menos de 8 anos de idade. Foi surpreendente o número elevado de crianças que se perguntavam porque suas mães "não fossem como aquelas mães bonitas, bem cuidadas e elegantes, como as que viam nos comerciais de TVs". A espontaneidade delas é a melhor denúncia. :) Abraços! LuMa

Kenia Mello disse...

Bety, seja bem-vinda!
Beijos pra você, Cristiano e Camila.

Geny Bittencourt Morais disse...

Kenia, que dica maravilhosa!!
Que bacana saber que afinal,temos ainda alguma saída, não é??
PARABÉNS MAIS UMA VEZ por tudo que você escreve e nos informa.
Sabe que me deu vontade de fazer um BLOG agora???Só pra ficar trocando informações com vc.
Se tiver alguma idéia, me diz, tá??
BESITOS,e um lindo fim de semana.