quinta-feira, 17 de setembro de 2009






Há dias que não leio jornal de espécie alguma. Caso eu tenha perdido algo sensacional, por favor, me avisem. E a conversa agora é que a blogosfera acabou por causa do Twitter. Sério, acabou, foi? Hora de suprir a lacuna com algo mais eficiente. Crack, por exemplo? Ando tão atolada nos meus afazeres que me levam do nada a lugar nenhum que passou batido: a despedida de V. bem aqui do lado de casa, o dia da sua viagem para Londres, o aniversário de 21 anos de uma das merdas mais federais que fiz na vida (a parte boa da memória seletiva!), a falta de consideração reincidente de determinada pessoa em relação a mim - mas isso aí é resultado do meu excessivo fairplay, I know –, enfim, somando todos os debiques e esquecimentos, constato que não perdi nenhum dente, amigo ou documento, então estou veramente no lucro. E o mês de setembro se arrasta tal qual lesma tetraplégica. Mas dia 25 está chegando e eu quero mesmo é que tudo mais vá pro inferno, aliás, querer de verdade eu queria ir pra Cuba. E parece que o CPG vai comparecer em peso na próxima sexta-feira, também conhecida como amanhã, em recinto onde campeia a falta de moral e bons costumes. No que me diz respeito, estou fora. (O que a inveja não faz com o coraçãozinho da pessoa...). Entrementes, novembro fará G. aportar (literalmente) em Recife. A única coisa que posso adiantar é que a farra vai ser supimpa - alguém lembra disso? E hoje é dia de achar que a vida é boa e descomplicada como quando se come algodão doce sem medo de lambuzar a cara. Quero dois.

14 comentários:

Punksauro Nei disse...

Blogs, diria Hesse, somente para raros.

Anônimo disse...

se a blogosfera acabar,eu estou frita!Onde mais vou ler conteúdos com uma quantidade razoável de caracteres q não beire o retardamento mental?Twitter,tô fora!
E Cuba parece a terra prometida,viu?rsrsrs
Comer algodão doce sem se lambuzar e sujar os óculos é uma arte.Nãoe star nem aí,mais arte ainda.Q o dia te sorria!

Bjos e []s

Ivette Góis

Beth/Lilás disse...

Primeiro dizer que eu amei esta figura que vc colocou aí. Bela!
Ah, Cuba, pow fala sério!
Vamos pra Londres também?
beijinhos cariocas

Anônimo disse...

Ir pra Cuba?? O que a senhora blogueira pensa? Não acha que o mundo mudou não? Ser hippie e beatnik nessa altura do campeonato não é demais não amiga? Acho bem interessante esse povo metido a cabeça que tem blog prá escrever um monte de coisas que não tem mais nada a ver. Cuba? Acorda hermana!

Kenia Mello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kenia Mello disse...

Pois é, hermano(a), eu hippie ainda e nesta altura do campeonato, quem aguentaria, hein? Mas é assim, ó: em 2009, eu, aos 42anos, creio que consegui dar o pulo do gato. Na verdade, nascida no final da década de 60, vivi só o restinho dos últimos suspiros da moçada que encarnou toda uma geração libertária, sonhadora e confusa. Vivi os ecos disso tudo, sim, nos anos loucos, acachapantes, que foram os 80 - por essas bandas pernambucanas, eu pertencia a uma turma que não se ligava muito nas coisas hightec que começavam a surgir, o que nos instigava era o viés mais intimista daquele tempo. Então, o bom de hoje é que ainda carrego muito daquela sensibilidade e consciência, essa foi toda a base da minha educação sentimental. Porém, creio, com a vantagem de ter sacado que The dream is over mesmo. Querer ir à Cuba tem mais a ver com nostalgia de um mundo remoto que, mesmo não vivido, me diz bastante, do que com religião propriamentente dita -fanatismo ideológico - é foda ter dar nome aos bois e eu ainda dou, puta que pariu... Enfim, é mais ou menos isso que eu sou e processualmente no desde sempre. Agora me diz, por trás do anonimato, qual é a sua história? Terá alguma?

Anônimo disse...

vc tem paciência demais com esse outro lado da força,viu?Afeeee!

Bjos e []s

Ivette Góis

Sweet! disse...

Kênia no Twitter - Kênia no Twitter! Vou começar a campanha

jose luis disse...

bem
ir para o inferno e ir pra Cuba
e' assim o'

Cristiana disse...

Ivette,
Não é paciência, não. É pura destilação de veneno com luva de pelica. De cima do salto. Atooooooron!

ATG disse...

Não é verdade isso dos blogues terem acabado. O Twitter é muito limitado, pois dá apenas para inserir até 160 caracteres, e os blogues permitem escrever textos e inserir fotos. As pessoas estão, isso sim, a recorrer ao Twitter para promoverem os seus blogues.

Beijos

P.S.: Para quando uma visita? :)

ATG disse...

Visita a Portugal, pois claro :)

Kenia Mello disse...

ATG, pelo menos no Portela de Sacavem é certo em junho ou julho de 2010. :)
Beijos.

Lúcia Soares disse...

E eu quero poder escrever assim, dizendo muito em pouco espaço. Mas porque sabe assim.
Pouco espaço mesmo é o twitter e não entro por preguiça, ou exatamente por ser prolixa.
Enfim, tô num branco total. Não me mostro como sou. Pena.