quinta-feira, 29 de abril de 2010

O discurso poético na blogosfera






A poesia, no entanto e a despeito de qualquer coisa, floresce mesmo em solo áspero. Resistente tal qual erva daninha, brota em qualquer lugar e em meio às intempéries: havendo um sopro, efêmero que seja, eis que ela surge. Poesia: respiração, cadência e matéria, imagens e ritmos que se fundem e dizem, intransitivamente. Poíesis. Aranha laboriosa de infinitas teias: poemas urdidos em finos e viscosos fios, que atapetam os desvãos do interdito e esperam tão-somente que uma fresta se abra e a luz os exiba em resplendor, exatidão e reverente silêncio. Ubíqua poesia, no papel, na boca dos poetas malditos, na língua dos amantes. Poesia virtual: no gigantesco rizoma das infovias, a aranha insiste em engendrar suas teias entre zeros e uns. E por que não?


(Trecho do meu trabalho de pós-graduação sobre a produção em poesia e prosa poética na blogosfera brasileira).

6 comentários:

Nei kS disse...

Ah, eu participei de uma enquete uma vez. Escrita por ti e dirigida a mim, a varios.

Mereco uma copia depois de pornto e revisado?

Acho que sim.
Massa!
Besos!

Ivette disse...

Kenia,linda essa passagem,tb gostaria de ler o seu trabalho q deve ter ficado primoroso!
Qdo vc terminou?Já defendeu?Queremos notícias!

Bjos e []s

Giovanni Gouveia disse...

Vai escrever bem assim lá na karradikaray... ;)

consez

Kenia Mello disse...

Nei, claro que merece! Só não sei se você terá paciência de de ler as quase 90 páginas com muita coisa poética, é vero, mas também recheadas de termos técnicos e teoria.

Ah, a enquete que você respondeu era relativa a um disciplina e não tinha a ver com esse trabalho.
Beijos.

Ivette, já terminei, sim, devo apresentar mês que vem. E estamos, minha orientadora e eu, bem satisfeitas com o resultado. ;)
Beijos.

Gio, oba! ;)

josue mendonca disse...

belo

eu não sei desgrudar da poesia,..está de alguma forma dentro de mim, agarrada à minha alma...
estava comentando outro dia com uma amiga que(blogueira) que ultimamente minha cabeça só está pendendo para a poesia, em textos curtos,embora a proposta inicial do meu blog tivesse sido escrever sobre questõs sociais (que tb amo).
parabéns sempre pelo blog, pela qualidade dos textos, pelas reflexões, pelo cuidado com as palavras, pela firmeza de idéias, pela poesia...
grande abraço saudoso pernambucano..

Cristiana disse...

Tenho tanto orgulho de tu!