terça-feira, 8 de abril de 2008

Nasci quase ontem

Quando alguém falava para minha avó que fulano ou beltrano tinha tantos anos e nessa conta havia alguma subtração, Dona Nau prontamente dizia: Se Norma (minha mãe), que nasceu ontem, tem x anos, como fulano só tem isso?! Só os outros é que ficam velhos, reiterava em voz baixa.

Ora com sua filha, ora comigo, era assim que a minha avó marcava e demarcava o tempo. E eu achava uma graça danada nisso. Mas hoje sei que mãe estabelece cronologias através da idade dos filhos ou até do que foi anterior a eles. Filhos são como calendários na parede. Hoje me flagro na exatidão dos meus cálculos temporais e sei que de há quase cinco anos até o fim da minha vida será assim: antes e depois de Mariana.

Se a minha avó estivesse viva e alguém viesse com uma lorota desse tipo, sei que ela certamente diria, mesmo que perdida nas brumas do esquecimento: Kenia, que nasceu ontem, tem x anos e fulano tem só isso?!
De certeza também ela não comentaria a segunda parte por delicadeza à minha presença - ela às vezes tinha disso. O que viria, sim, seria o espanto. Cada vez que eu corrigia a minha idade para mais, ela costumava dizer: Já, Kenia? E eu lhe diria: Sim, 41 anos. Hoje.

Feliz Aniversário pra mim.

10 comentários:

Pernambucobebendoparaomundo disse...

Não sei se nascemos ontem, ou anteontem, o fato é que o tempo é o mais cruel algoz de nossas vidas, meu avô costumava dizer que: "a doença que mais mata na nossa família é 'anos'"(eu disse anos...)
Mas, ao mesmo tempo, é fantástico olhar o tempo passado, e inferir no que será o tempo futuro, já que o presente é, apenas, uma abstração.
Esse arrodeio todo foi só para dizer: FELIZ ANIVERSÁRIO KE, toda felicidade do mundo procê e pra sua família, especialmente pro marco(ou seria marca?) de sua vida ;)

Repórter Bacurau disse...

Kenia,

Feliz Aniversário! Uma tuia de felicidades pra tu e toda família!

Quando ao tempo, ele é implacável, mas quando a gente procura ser uma pessoal saudável, a gente fica mais leve a cada dia. Essa busca é dificil, mas é interessante e recompensadora.

E acho que estamos nesse caminho.

Um abraço em todos!

Anônimo disse...

Kenia querida,meus parabéns!
Toda felicidade do mundo pra ti,pela pessoa especial que és.

E veja se esse livro sai,viu?rsrsrs

Bjos e []s

Ivette Góis

P.S. Fui eu q comentei anonimamente sobre o House,mas foi pq me empolguei e esqueci mesmo.rsrsrs

batatatransgenica disse...

feliz aniversário, madame ke!

Oto ® disse...

Parabéns Kênia. Muita saúde, paz. Beijos em todos!

Sweet! disse...

Felicidades, COBRA! Cobra boazinha, q dá até leite! Bjs!

jose luis disse...

e nao e' que parece que voce nasceu ontem?
parabens pra voce
bjs
e' uma grande idade da mulher
(eu tambem tenho uma Mariana)

Kenia Mello disse...

Caros e caras, muito obrigada pelo carinho!
Beijos. ;)

Rê disse...

Minha mãe é que, já perto dos 70 tinha a mania de dizer "Fiz 50!" E qdo olhavam pra ela rindo: ela completava: "tudo bem, vá lá... já tem um tempo"!
Hoje ela já tem quase 83 e torço pra chegar lá com a mesma molecagem e lucidez.
Parabéns! tá atrasado, mas vc sabe que o atraso foi só no blog :P
E nunca é tarde - nem d+ - pra dizer o qto a admiro!
bjão
R.

Mani disse...

Parabens, Kenia...Estive viajando, só vi a noticia agora. Felicidades mil!!!