segunda-feira, 25 de abril de 2011

Mundiça there and everywhere



Falando agora a pouco com Simone sobre o quanto gostamos de muvuca, lembrei de um episódio que eu e Mariana presenciamos, semana passada, em Amsterdam. Estávamos esperando o 9 na parada que fica na esquina da Kruislaan, quando, de repente (tocando viola), ouvimos um barulho de batida de carro. O acidente envolveu dois carros, sendo que um deles ficou com a frente dividida por um poste. Deste carro desceram duas moças e uma delas começou a bater boca com a motorista do outro carro envolvido na confusão. Eis que quando a discussão começou a esquentar, uma das mulheres partiu pro tapa! Deu uns socos na mulher que estava sozinha e, claro, agarrou no cabelo da triste como se não houvesse amanhã:





Mariana, que nunca tinha assistido a uma cena de pugilato dessas, ficou de queixo caído, igualzinho a quando era bebê e via alguma coisa que lhe chamava atenção. Eu lhe pedi que tapasse os olhos,



mas quem disse que ela resistiu? Continuou lá, com a boca aberta, tadinha, e o pau cantando. O engraçado foi que a agressora estava usando uma roupa de balé, acho que ia ou vinha de alguma apresentação ou curso. Surreal. Felizmente, a turma do deixa disso intercedeu e os ânimos se acalmaram. Polícia que é bom, nada. E se fossem brasileiras é porque eram mundiça. Rá.



8 comentários:

Álvaro Lucard disse...

Raxa é raxa em tudo quanto é lugar. Barracoooooooooo. Raxa, a senhora deveria ter feito uma foto.

Kenia Mello disse...

E quem disse que tive presença de espírito pra isso? Foi tudo muito rápido. Além do mais, estava um pouco distante e com celular, a foto só iria prestar se fosse de perto, e aí capaz de sobrar porrada pra mim também. Se eu não estivesse com Mariana, até arriscaria. ;)

Anônimo disse...

Que barraco heim? E a pobre da Maricota horrorizada.rsrsrsrs
Se fosse aqui é pq era gentinha, coisa de país de terceiro mundo... Porque barraco é coisa universal e até quem é comedido perde as estribreiras em algum momento. Vc deveria ter filmado.rsrsrsrs

Bjos e []s

Ivette Góis

Anônimo disse...

estribeiras.

Simone Westerduin disse...

ADOROOOOOOOOOOOO Kenia, eu até aplaudo. Se sabe aqui na Europa a vida não tem grandes emoções, barraco é o tempero da vida. Paro pra ver, proxima vez, favor sacar o celular, filmar e dividir com os amigos.

Beijao

Kenia Mello disse...

Simone, aplaudir barraco é ótemo. kkkkkkkkkkk E barraco aqui realmente é um tempero, não é todo dia que se vê, daí em ter ficado sem ação. Vou me animar pra leva a máquina fotográfica sempre na bolsa, ela tem um zoom bem bom e filma que é uma beleza. ;)
Beijo.

Luciana Vannucchi de Farias disse...

Barracão, tá doido, rsrsrsrs...

Adorei a sua explicação porque não foi tirar foto, HAHAHA. Mas imagino a Mariana, tadinha, que não está acostumada a essas coisas, presenciar isso.

Beijocas

Creusa Santos disse...

Adorei! Li em voz alta aqui em casa e a turma morreu de rir. Luísa, particularmente achou engraçado a parte da amiga com a boca aberta. Mãe é mãe, paca é paca, e mundiça é mundiça! Bjos. (Lulu manda bjo pra Mari. E diz que se ela abrir de novo a boca, uma mosca via entrar. kkkk).